domingo, 6 de julho de 2008

Uma boa mulher

Ela era uma boa detective e uma boa mulher. Uma boa mulher num país bom, poderia dizer-se. Amava o seu país, o Botsuana, que é um lugar de paz, e amava a África, apesar de todas as suas provações. "Não me envergonho que me chamem patriota africana", dizia Mma Ramotswe. "Amo todos os povos que Deus fez, mas sei como amar especialmente os povos que vivem neste sítio. São o meu povo, os meus irmãos e as minhas irmãs. É meu dever ajudá-los a solucionar os mistérios existentes nas suas vidas. É o que fui chamada a fazer."

A Agência Nº1 de Mulheres Detectives
Alexander McCall Smith
A Ler por aí... no Botsuana

Nenhum comentário: