terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Castelo de Bode

Escureceu.
Arrancou um gerador, e acenderam-se algumas lâmpadas.
- Remedeio, Senhor Ministro. A instalação está pronta, à espera que a corrente cá chegue.
A ligação à rede dependia de se aumentar a potência que era fornecida à Cidade. Mas, enquanto durasse a escassez de carvão, nem pensar.
- Mesmo evitar cortes vai ser difícil.
- Falta-nos a barragem... Não é assim?
Uma grande barragem, no rio Zêzere. Maurice Ginoux viera de Grenoble para os primeiros estudos do Castelo de Bode.

A Cova do Lagarto
Filomena Marona Beja
A Ler por aí... em Lisboa (Alameda) e outros lugares

Nenhum comentário: